Vivalma no lar do esquecimento

15.00

Número de páginas
344 páginas

Só 2 em stock

REF: 9789893308288 Categoria:

Descrição

Título do Livro
Vivalma no lar do esquecimento
ISBN
978-989-33-0828-8
Número de páginas
344 páginas
Sinopse

Ao longo de vinte e seis textos, aqui Soldos tratados, o autor leva-nos por vários caminhos, onde a ficção e a realidade de braço dado andam. Todos, um lugar comum têm. A aldeia de Cem Soldos, parte da memória do narrador ante as suas vivências, às quais chama as de seu natal berço, cruzando-as, ampliando, desta forma, a intensidade do sentido. Memórias e o que estas espoletam no narrador que nos apresenta um povo humanista, num território que semeia e colhe valores que dão coesão ao espírito de comunidade e dignidade.

Os espaços físicos e as personagens adensam os temas tratados, que nos levam a refletir sobre a nossa condição e o repensar do caminho a seguir, no constante respeito pelo Outro, onde o esquecimento, a memória, a velhice, a infância, a comunidade, a cultura, o tempo, o território, o sentido de pertença, são marés de um mesmo mar que o autor nos leva a navegar.
Sobre Vivalma no lar do esquecimento
“José Gonçalves, com a sua escrita poética, reforça a leitura do observador participante.
(…) A memória encontra aqui a delicadeza das palavras.” (Luís Sousa Ferreira)
“Há quem trilhe uma vida à procura de uma voz distinta, marcada com compasso próprio, e se veja mudo ou de soada mesclada com a voz colectiva humana. José Gonçalves aparta-se do colectivo, seja por via marítima ou por suas terras, e atinge território inexplorado.
(…) é um verdadeiro escritor humanista, prontíssimo para o risco que é a depuração da Língua e o fortuito destilar de algo inusitado.” (João Pedro Porto)“(…) os seus temas estão revestidos da transparência da universalidade e da transversalidade que faz de qualquer texto, de qualquer escritor e de qualquer arte aquilo que ela é: humana e aberta.
(…) toda a narrativa de José Gonçalves gira em torno de duas metáforas que não se excluem, antes complementam-se: a aldeia e a casa, ambas como lugares que representam o Universo.” (José Vieira)

Marca

Edição de Autor

Informação adicional

Peso 1000 g